terça-feira, 12 de abril de 2016

Houve um tempo em que eu nao tinha casa,nao tinha carro,nao tinha dinheiro para o basico e muitas vezes nem dignidade.Eu era feliz do meu jeito,era crianca e nao tinha dimensao das responsabilidades diarias que essa falta de tudo fazia.Mas eu sempre sonhava a noite no meu pedacinho de cama,em ter um pouquinho so mais.
Hoje as coisas mudaram,eu tenho uma casa,carro e dinheiro pra comer tudo oque quiser.E continuo sonhando em ter so mais um pouquinho,sempre mais e mais.Dignidade as vezes eu perco,depois ela volta,isso nao depende exclusivamente de mim infelizmente.
Eu queria me sentir feliz todos os dias e todas as horas,quem consegue isso afinal,ninguem.
Entao eu aprendi aquela regrinha basica,a tristeza existe para a felicidade ter o seu devido valor.
Estou numa fase triste,as coisas nao tem dado certo,coisas que jamais imaginei na vida estao me acontecendo,pessoas estao em decepcionando e eu me sinto completamente sozinha,isso e triste e desesperador.
Nao porque pessoas boas nao existem,nem porque eu nao tenho elas por perto,eu as tenho e e;as existem.Mas porque a situacao fez assim e nada nem ninguem pode me ajudar nesse momento.Espero por um milagre,um evento extraordinario,que mude por si essa merda toda em que eu estou vivendo.
O dinheiro nao traz felicidade complete,mas ele ajuda muito.Se eu tivesse mais do que tenho hoje sumiria daqui,isso ja me daria um alivio,temporario que seja,mas daria.
Ver a situacao e nada mudar,todo dia acordar e se lembrar e nada mudar,isso eh terrivel.
O tempo vai me fazer me acostumar,.mas mudar nao muda,entao nunca serei uma pessoa conformada.
Que Deus nos ajude.
 

2 comentários:

1001 noites e uma historia de amor virtual disse...

Lembre-se da felicidade que uma criança é capaz de ter mesmo com tão pouco, ore, e tenha certeza existe alguém que ouve o teu clamor mesmo que não o vemos.Ele vai te ouvir eu tenho fé, tenha fé, o seu socorro virá do céu!

Aminah Luiza disse...

Ás vezes sou mais inconformada que de costume...e começo a sonhar com as possibilidades se tivesse um pouco mais de dinheiro... Em dias normais, procuro ser agradecida!
Beijo,
Vandira